A ťtica protestante e o taylorismo

  • Fernando Roberto Jayme Alves

Resumo

A obra de Weber A √©tica protestante e o esp√≠rito do capitalismo traz uma an√°lise sobre os movimentos religiosos que surgiram na Europa ap√≥s a Reforma Protestante, no intuito de assimilar os valores e princ√≠pios √©ticos destes movimentos com o desenvolvimento do capitalismo. Tendo em vista os objetivos desta obra, o presente artigo analisa o protestantismo asc√©tico e seus desdobramentos (calvinismo, doutrina da predestina√ß√£o, doutrina da prova etc.) para compreender a educa√ß√£o asc√©tica que Taylor recebeu, uma vez que este foi criado sob os preceitos da √©tica protestante. Consequentemente, ser√° analisado o m√©todo cient√≠fico desenvolvido por Taylor (conhecido como Taylorismo), com o intuito de estabelecer um paralelo entre o protestantismo asc√©tico e o taylorismo, pois ambos apontam para uma tend√™ncia √† racionaliza√ß√£o, onde o primeiro racionalizou uma conduta moral baseada em princ√≠pios religiosos, e o segundo racionalizou a produ√ß√£o industrial capitalista na passagem do sec. XIX para o sec. XX. As consequ√™ncias do taylorismo na produ√ß√£o industrial foram not√≥rias, interferindo diretamente na produ√ß√£o de mais-valia, seja ela absoluta e/ou relativa. Para tanto, ser√£o analisados alguns elementos te√≥ricos importantes acerca do conceito de mais-valia, elaborado por Marx, com o objetivo de elucidar o processo de desenvolvimento da produtividade no capitalismo contempor√Ęneo.
Como Citar
ALVES, Fernando Roberto Jayme. A ica protestante e o taylorismo. Revista Senso Comum, [S.l.], n. 2, ago. 2012. ISSN 19824165. Disponível em: <http://sensocomum.xanta.org/index.php/revista/article/view/19>. Acesso em: 21 nov. 2017.
Edição
Seção
DossiÍ TemŠtico

Palavras-chave

Protestantismo ascťtico, quaker, taylorismo, mais-valia.