A mídia na construção e destruição da imagem: o caso Collor de Melo

  • Josimar Gonçalves da Silva
Palavras-chave: Mídia, imagem, eleição, escândalo político.

Resumo

O presente artigo tem como tema a candidatura de Fernando Collor de Melo nas eleições presidenciais de 1989. O mesmo examina como se deu a construção da imagem do primeiro presidente da República eleito por voto direto após o regime militar, possibilitando que o candidato chegasse ao segundo turno das eleições daquele ano, sendo vitorioso. É feito um estudo dos principais momentos e aspectos midiáticos das eleições presidenciais daquele ano, tendo como abordagem trabalhos realizados pela ciência da comunicação, ciência política, sociologia e antropologia. O presente trabalho também faz uma breve análise do escândalo político no qual Fernando Collor enquanto presidente esteve envolvido e que levou à destruição de sua imagem, de acordo com a “Teoria Social do Escândalo”, de John Thompson (2002). Verificamos, também, como o escândalo político desencadeado pela disputa envolvendo o irmão Pedro Collor e o empresário Paulo César Faria levou o presidente ao impeachment.

Edição
Seção
Dossiê Livre